Notícias
29-05-2017 - Investir em inovação garante competitividade às empresas no longo prazo
...

 Nasceu, em 2008, a Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI), coordenada pela CNI. Criada para ser um espaço de diálogo consolidado e efetivo entre os setores privado, público e acadêmico no país, a MEI tem o objetivo de incorporar a inovação na estratégia das empresas e aperfeiçoar as políticas de inovação no país. Hoje, a mobilização conta com 121 líderes empresariais engajados na luta pelo aumento da capacidade inovativa do país.

A CNI defende junto ao governo uma agenda que incentive as empresas a darem cada vez mais importância à inovação. Esse trabalho é refletido em aprovação de normas que melhoram o ambiente de negócios, como a regulamentação do novo marco de ciência, tecnologia e inovação (Lei nº 13.243/2016). Defendida pela CNI, a lei prevê, entre outras coisas, isenção de impostos para a importação de insumos pelas empresas do setor e amplia o tempo máximo que os professores universitários podem se dedicar a projetos de pesquisa e extensão.
Um dos grandes resultados da articulação da MEI nos últimos anos está a criação, em 2013, da Associação de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) para apoiar a fase pré-competitiva da inovação, caracterizada por altos investimentos e riscos. A instituição tem o papel de incentivar o desenvolvimento de novas tecnologias com investimento compartilhado entre empresa e instituição de pesquisa.