Notícias
29-06-2017 - Inovações disruptivas criam oportunidades de negócios para a indústria brasileira
...

 As oportunidades de negócio que as inovações criam para a indústria, bem como os riscos de atraso na adoção dessas tecnologias foram temas centrais do debate Indústria do Futuro: riscos e oportunidades para o Brasil diante das inovações disruptivas, realizado terça-feira (27), durante o 7º Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria", em São Paulo.

Executivos, especialistas em tecnologia e acadêmicos discutiram a necessidade de atualização da manufatura brasileira em relação à assimilação das tecnologias disruptivas, inovações interconectadas que transformam o mundo das empresas, a estrutura dos negócios e a vida das pessoas. O objetivo foi chamar a atenção para a velocidade de incorporação da convergência tecnológica na indústria brasileira.
No debate, o professor da Unicamp Luciano Coutinho apresentou o Projeto Indústria 2027 – Riscos e Oportunidades para o Brasil diante das Inovações Disruptivas. Inédito no Brasil, o projeto é uma iniciativa da CNI, com execução técnica da UFRJ e Unicamp.
Coutinho informou que as pesquisas e estudos do Projeto Indústria 2027 vão abranger oito grupos de inovações potencialmente disruptivas: internet das coisas, tecnologia de redes de comunicação; inteligência artificial, big data; produção inteligente e conectada; bioprocessos e biotecnologias avançadas; nanotecnologia; materiais avançados; e armazenamento de energia.

Entre as ações em curso, o professor da Unicamp citou a realização de uma pesquisa de campo entre as empresas industriais para se verificar o nível da adoção dessas tecnologias nas fábricas. Segundo ele, dados preliminares indicam que metade do setor industrial considera que a indústria precisa se modernizar. "Não podemos deixar de ter visão de futuro. Não falo em mudanças incrementais, mas em pequenos saltos (tecnológicos) e não fazê-los seria um risco de obsolescência."