Notícias
08-08-2017 - Indústria apoia proposta de redução da burocracia tributária
O setor privado no Brasil está sujeito a custos elevados para entregar as informações tributárias...

 O setor privado no Brasil está sujeito a custos elevados para entregar as informações tributárias exigidas pelos fiscos estaduais e pela Receita Federal, numa etapa posterior ao pagamento de impostos. A situação fica mais grave ainda quando se constata que muitas obrigações acessórias estaduais exigem os mesmos dados que as empresas já enviam ao governo federal, por meio do Sistema Público de Escrituração Digital (SPED).

No 1º Fórum de Simplificação e Integração Tributária, realizado pela Receita Federal do Brasil em parceria com a CNI, segunda-feira (7), a Receita assinou uma série de convênios com as secretarias estaduais de Fazenda para que os Estados usem o SPED e, assim, eliminem a duplicidade de informações exigidas nas obrigações acessórias estaduais. 
Dados do Grupo de Estudos Tributários Aplicados (GETAP) mostram que é possível reduzir em até 77% o tempo usado pelas empresas para preenchimento das obrigações acessórias. A entrega dessas informações, como "guia nacional de informação e apuração do ICMS substituição tributária" ou "sistema integrado sobre operações interestaduais com mercadorias e serviços", consome em média 1.752 horas de trabalho administrativo, por ano, de cada empresa pesquisada.