Notícias
27-11-2017 - Pequenas indústrias aumentam produtividade em até 220% com medidas simples e de baixo custo
...

A Vlamar, empresa do Espírito Santo que fabrica produtos para sorvete como coberturas e emulsificantes, tinha um gargalo na produção do aroma concentrado para açaí. Com a ajuda de consultores do Senai, no programa Brasil Mais Produtivo, a indústria aumentou em 221% a produtividade nessa linha, o que permitiu dobrar o volume produzido do xarope. O extraordinário resultado levou a empresa a ser uma das premiadas da Ação de Reconhecimento. Foram reconhecidas pelo Senai e pelo Mdic quatro empresas participantes e três equipes de consultores que se destacaram na primeira fase da iniciativa, realizada em 2016 e 2017. 

Na primeira etapa, quase três mil pequenas e médias empresas foram atendidas no programa com ganho médio de 52,7% em produtividade. O benefício foi alcançado com o uso de medidas simples e de baixo custo baseadas no conceito de manufatura enxuta (lean manufacturing). Ao custo de apenas R$ 18 mil, a consultoria trabalhou para reduzir sete tipos de desperdícios: superprodução, tempo de espera, transporte, excesso de processamento, inventário, movimento e defeitos.

A iniciativa é inspirada no projeto Indústria+Produtiva, executado pela CNI, atividade-piloto que apresentou resultados no aumento da produtividade de cerca de 42%. Na primeira fase do Brasil Mais Produtivo, foram realizados 7.177 cadastros diretamente no site do programa, iniciados em abril de 2016. Os setores elegíveis, em função de sua maior aderência à ferramenta de manufatura enxuta, foram: Alimentos e Bebidas, Metalmecânico, Moveleiro, Vestuário e Calçados. Participaram indústrias manufatureiras de pequeno e médio porte (entre 11 e 200 empregados).  

Portal da Indústria