Notícias
25-06-2018 - Projeto de customização de calçados vence torneio empreendedor
...

Um projeto para a customização de calçados por meio de uma plataforma digital foi vencedor da 2ª edição do torneio empreendedor FF Enterprise. Realizada em conjunto pelas entidades representativas da cadeia coureiro-calçadista brasileira Abicalçados (calçados), CICB (couros), Abrameq (máquinas para calçados) e Assintecal (componentes), a competição terminou quinta-feira (21) após quase dois meses de disputa. A cerimônia de premiação aconteceu na sede da Abicalçados, em Novo Hamburgo/RS, com a presença do presidente da Abrameq, Marlos Schmidt.

Abrindo o evento, que também contou com apresentações das cinco finalistas - das quais seriam escolhidas três por uma banca formada por empresários e especialistas do setor, o presidente-executivo da Abicalçados, Heitor Klein, destacou que o programa Future Footwear, do qual o FF Enterprise é parte, é um marco histórico para a cadeia coureiro-calçadista.

Equipes
Formada por Eduardo Benites Cabral e Luis Augusto Kuwer Bugin, a equipe vencedora da segunda edição do FF Enterprise foi a Freeform. O projeto vencedor é uma plataforma para customização e cocriação de calçados, personalizando o produto de acordo com o consumidor. "A ideia é um produto totalmente adaptável ao estilo de vida do consumidor. Ele seria moldado por meio da coleta das medidas do pé, o que pode ser feito manualmente ou por meios eletrônicos, como 
scanner 3D ou um aplicativo de fotometria. As informações são inseridas na plataforma, que dimensiona a forma que vai para a fabricação totalmente digital em uma Fablab", contou Bugin. 
O segundo lugar ficou com a equipe Sauve, formada por Luis Fernando Sauzem Schmidt e José Manuel Baldassari Veloso, que apresentaram embalagens infláveis para calçados. O projeto busca substituir as caixas de papelão tradicionais, diminuindo a necessidade de espaço físico para armazenagem, melhorando as condições de logística e transporte e diminuindo os custos para a indústria. "Além disso, a embalagem inflável, por ser transparente, permite que o consumidor veja o produto sem precisar manuseá-lo, o que muitas vezes provoca danos", explicou Schmidt. 
Completando o pódio, a equipe EVmas, formada por Rafael Flores, Lucas Engelmann Flores e Fabiano André Trein, apresentou um projeto para a utilização dos resíduos de EVA (28% do total de resíduos do setor calçadista) para a fabricação de blocos de concreto. Além do apelo sustentável, de redução do impacto ambiental da atividade, o produto tem grande viabilidade comercial e mercado, já que somente no Vale do Rio dos Sinos a demanda é de mais de 3 milhões de blocos por mês. 


Prêmios
A equipe vencedora do torneio ganhou incubação em parque tecnológico de alguma das universidades parceiras - Universidade Feevale, Unisinos ou PUCRS - pelo período de quatro meses; e ingressos/passagens/hospedagens para o Campus Party Brasil 2019, que acontece em janeiro do próximo ano, em São Paulo/SP. As segunda e terceira colocadas levaram ingressos para o Campus Party Brasil e três e dois meses de incubação, respectivamente. As três ganharam ainda cursos de aprimoramento do Sebrae e de gestão financeira da H2Hub.