Notícias
08-08-2018 - Maior desafio para o Brasil é apoiar empresas e capacitar pessoas para a Indústria 4.0
...

O caminho para o Brasil alcançar a realidade da Indústria 4.0 ainda é longo. No entanto, as empresas que não começarem a se adequar em relação à transformação digital já em curso ficarão para trás e não sobreviverão. Essa é a avaliação da diretora de Inovação da CNI e superintendente Nacional do Instituto Euvaldo Lodi (IEL), Gianna Sagazio, que participou nesta terça-feira (7), em São Paulo, de um debate sobre Indústria 4.0 no Vototalks Festival, evento comemorativo dos 100 anos da Votorantim.

Gianna apresentou resultados do Projeto Indústria 2027, realizado pela CNI e o IEL, com execução técnica das universidades Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e Unicamp, segundo o qual apenas 1,6% das empresas nacionais operam na fronteira da tecnologia. De acordo com os dados, daqui a 10 anos pouco mais de 20% das indústrias estarão no patamar da Indústria 4.0.

Diante dos dados que mostram um cenário de atraso no país, Gianna destacou que o grande desafio será apoiar as empresas a inovarem e capacitar pessoas para a realidade da quarta revolução industrial. "Grandes empresas competitivas que valorizam a inovação têm estratégias que precisam ser replicadas. O desafio é disseminar essas boas práticas para pequenas e médias empresas para fomentar a nossa indústria", pontuou.

Portal da Indústria