Notícias
13-08-2018 - Governo e academia devem estar cada vez mais com a indústria na agenda da inovação, diz presidente da CNI
...

O presidente da CNI, Robson Braga de Andrade, enfatizou que a união entre o setor industrial, as universidades e os governos é fundamental para o desenvolvimento da inovação no Brasil. Ele participou sexta-feira (10), no escritório da CNI em São Paulo, da reunião do Comitê de Líderes da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI).

 

"Nenhum setor se relaciona mais com a inovação do que a indústria. Porém, para inovar, é necessário que o governo e a academia estejam cada vez mais conosco. Essa articulação é fundamental", disse Robson Andrade. "A legitimação dos pleitos da MEI perante o governo depende da participação crescente dos líderes das empresas que investem em inovação no Brasil", acrescentou o presidente da CNI, durante a abertura do encontro, que contou com as presenças dos ministros da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MTIC), Gilberto Kassab, e da Educação, Rossieli Soares da Silva.

Para exemplificar a importância da ampliação dos investimentos em pesquisa e desenvolvimento no país, o presidente do Conselho de Administração da Ultrapar e membro do Conselho do Índice Global de Inovação (IGI), Pedro Wongtschowski, apresentou os números mais recentes do ranking de 126 países. O Brasil aparece na 64ª posição, em 2018, uma melhora de cinco colocações em relação a 2017, quando o país ficou no 69º lugar.

Portal da Indústria