Notícias
17-09-2018 - Sistema Indústria já sonda o que vem por aí
...

 As entidades do Sistema Indústria têm hoje, como um de seus principais desafios, entender os impactos que a fusão entre os mundos real e virtual trará ao setor produtivo, a seus empresários e trabalhadores. "Hoje é possível desenhar, projetar e imprimir um protótipo antes de entrar no mundo real e isso reduz custos. Mas é importante ir além desse achado já conhecido", afirma o diretor-presidente do Conselho Técnico-Administrativo da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp, Carlos Américo Pacheco.

Já é possível vislumbrar vários impactos a partir das transformações digitais que são visíveis, diz ele.  "Será possível, por exemplo, conectar as empresas diretamente com toda a cadeia produtiva e com os consumidores finais, permitindo acompanhar os hábitos das pessoas e saber como estão usando os produtos em seu cotidiano", estima. "Essa nova revolução industrial terá impacto sobre todo o setor produtivo. Haverá uma mudança nos modelos de negócios das próprias empresas, que aproximará a indústria do setor de serviços. Haverá a agregação de um conjunto de serviços, de forma crescente e de várias naturezas, ao seu produto", avalia.

Ao invés de vender uma turbina de avião, uma empresa vai vender um serviço que inclui a turbina e sua manutenção, exemplifica. "A turbina continua sendo sua e você presta um serviço de atendimento àquela empresa, mas deixa de entregar o produto", afirma Pacheco.

Portal da Indústria