Notícias
22-11-2018 - Futuro do Brasil de 2019 a 2022 depende de tarefas inadiáveis
...

 Combater o multibilionário déficit nas contas públicas, aumentar a competitividade da economia e negociar a formação de consensos no Congresso Nacional: esse é o tripé de tarefas essenciais para o Brasil voltar a crescer. Para isso, os vencedores das eleições de 2018, sejam eles parlamentares, governadores ou o próprio presidente da República, terão uma árdua missão a partir de janeiro de 2019.

Foi pensando assim que o setor industrial brasileiro se mobilizou para apresentar uma agenda para o período que se inicia em 2019 e vai até o fim do próximo mandato presidencial, em 2022. São propostas factíveis para 43 diferentes áreas, como tributação, inovação, infraestrutura e educação. Se colocadas em prática, poderão encerrar o flagelo representado por mais de 12 milhões de desempregados.

A CNI apresenta sugestões para os governantes desde as eleições de 1994. As propostas deste ano foram elaboradas com base no Mapa Estratégico da Indústria 2018-2022, que aponta caminhos para o Brasil se tornar uma economia mais produtiva, inovadora e integrada ao mercado mundial. 

Portal da Indústria