Notícias
15-01-2019 - Após 4 anos em baixa, crédito à inovação deve ter retomada
...

 Depois de quatro anos de queda, o crédito público para inovação deve começar a se recuperar em 2019. Na Finep e no BNDES, principais fontes para esse tipo de recurso, os desembolsos para projetos de inovação tiveram redução de cerca de 25% de seu total no ano passado, considerando dados disponíveis até agora.

Por outro lado, o valor dos projetos aprovados pelas organizações em 2018 indica uma retomada. Na Finep, os desembolsos para inovação foram de R$ 1,6 bilhão no ano passado, ante R$ 2,1 bilhões no ano anterior (queda de 27%). Antes da crise, em 2014, a agência havia desembolsado R$ 4,5 bilhões. Já o BNDES liberou R$ 1,17 bilhão entre janeiro e setembro do ano passado. No mesmo período de 2016, o montante fora de R$ 1,55 bilhão (redução de 25%).

As duas instituições atribuem a queda à menor demanda por financiamento para projetos inovadores, sob reflexo da baixa na economia. Maurício Neves, superintendente de planejamento do BNDES, diz que a queda em inovação seguiu tendência de contração em todas as operações do banco -no total, a redução foi de 13% nos primeiros nove meses de 2018. Com isso, a participação dos financiamentos para projetos inovadores no total desembolsado ficou em patamar próximo ao que estava antes do início da crise, entre 2,5% e 3%.

Folha Press