Notícias
23-01-2019 - Senai ajudou a aumentar a produtividade da indústria ao longo de 77 anos de história
...

 A gaúcha Metalsinos, fabricante de peças de metal, conseguiu reduzir em 56% seu consumo de energia elétrica, com economia mensal de R$ 50 mil apenas com essa despesa, graças a consultoria prestada pelo Senai. Os benefícios à empresa localizada em Araricá fazem parte dos primeiros resultados do Indústria Mais Eficiente, um dos programas realizados pela instituição ao longo dos seus 77 anos de história que ajudam a indústria brasileira a ser mais produtiva.

As 48 empresas participantes do piloto do programa, executado em 2018 no âmbito do Brasil Mais Produtivo, alcançaram redução média de 26,4% no consumo energético, sem necessidade de novos investimentos, o que se traduz em economia média de R$ 47,9 mil.

"O resultado da consultoria do Senai foi excelente e veio a calhar em um momento de recessão, em que a empresa buscava melhorias na parte fabril. Os aumentos da despesa com energia estavam impactando de forma importante o custo operacional", conta Ariberto Wagener, diretor industrial da Metalsinos. A empresa de 300 funcionários já havia obtido ganho de 60% em produtividade com ajuda de outra consultoria do SENAI em manufatura enxuta, ou lean manufacturing, técnica de redução de desperdícios. 

Criado em 22 de janeiro de 1942, o SENAI é o maior complexo de educação profissional e serviços tecnológicos da América Latina. Realizou mais de 75 milhões de matrículas ao longo de sua história. Atualmente, por meio de 545 unidades fixas e 450 móveis, atende a mais de 2.700 municípios brasileiros. Além de ser referência mundial na qualificação dos trabalhadores, a instituição tem se destacado na oferta de serviços às empresas por meio da sua rede de 26 Institutos de Inovação e de 58 Institutos de Tecnologia. Apenas entre janeiro e novembro do ano passado, foram prestados 79.901 serviços técnicos e de inovação.

Portal da Indústria