Notícias
20-02-2019 - Segmento industrial de calçados e vestuário dos Estados Unidos com classificação positiva, a primeira desde 2015
...

 A Moody’s classificou em alta as estimativas do setor de vestuário e calçados dos Estados Unidos, passando de "estável" para "positiva". De acordo com a agência de classificação financeira, depois de dois anos difíceis, a indústria está progredindo em um ritmo mais elevado do que o previsto (+8-9%) e prevê "pelo menos mais 18 meses de constante melhoria."

A motivação é explicada por Michael Zuccaro, analista da Moody’s: "Esperamos que no próximo ano todas as empresas registrem lucros ou crescimento, porque a indústria tem empreendido iniciativas de contenção de custos, aquisições, lançamentos de novos produtos e projetos de marketing já dentro de um cenário macroeconômico em melhora".

O relatório indica que 42% das receitas das empresas de vestuário e calçado dos Estados Unidos são gerados no exterior, mas espera-se que este número cresça, especialmente na China, citando os exemplos da Nike, PVH (Tommy Hilfiger e Calvin Klein) e VF (Vans, The North Face e Timberland) como "exemplos de melhoria constante e sólida no desempenho financeiro".

A agência Moody’s acredita que é bom o fato de muitas empresas de vestuário e calçado "terem se centrado em canais direto ao consumidor, tanto on-line como na loja, gerindo de forma independente a relação com o consumidor com as mensagens de marketing". Desde o início de 2015 que o segmento de "Vestuário e Calçado" dos Estados Unidos não obtém uma classificação positiva da Moody`s.

Calçado no Mundo/Couromoda