Notícias
29-03-2019 - Programa B+P gera ganho de 52% na produtividade industrial
...

 O Programa Brasil Mais Produtivo (B+P) gerou um ganho médio de 52,11% na produtividade das três mil empresas que participaram da iniciativa do Governo Federal. Os resultados estão na avaliação de desempenho feita pela Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal) e pelo Ipea. A ação criada em 2016 teve como foco implementar técnicas e ferramentas, como a manufatura enxuta, nas pequenas e médias empresas, as com maior potencial de crescimento.

 

É um programa em que a empresa participante ganha uma consultoria de R$ 21 mil e recebe consultoria em eficiência energética e otimização de processos. A contrapartida da empresa é de apenas R$ 4,8 mil. O payback normalmente é em até 6 meses. Em alguns casos, o ganho de produtividade foi ainda mais expressivo. A empresa Síntese Escadas, fundada há 32 anos em Lagos Santa (MG), aumentou em 70% os resultados da fábrica. "Até 2016, a gente tinha um nível de crescimento lento. A partir daquele ano, tivemos um boom com a intervenção do Brasil Mais Produtivo e com a ferramenta do lean manufacturing", destaca Diego Maia, gerente de projetos da indústria.
Um dos atrativos do programa é o baixo investimento em relação ao retorno prometido. A Síntese Escadas teve que fazer um desembolso inicial de R$ 3 mil para aderir ao B+P e depois aplicou mais R$ 5 mil nas adequações necessárias na linha de produção. Recursos que retornaram em um mês.

Interessados podem entrar em contato até 5 de abril com o gestor de projetos da Abrameq, Vinícius Fonte, fone 51 3594-2232 ou email vinicius@abrameq.com.br.