Notícias
02-05-2019 - Atividade industrial gaúcha aumenta no trimestre
...

 O Índice de Desempenho Industrial (IDI-RS), levantamento divulgado nesta segunda-feira (29 ) pela FIERGS, aponta para um crescimento de 1,7% do setor no primeiro trimestre de 2019, na comparação com o mesmo período do ano passado. Esse aumento foi verificado na maioria de seus componentes: faturamento real (5,5%), compras industriais (1,7%), UCI (1,7 p.p.) e emprego (0,6%). A massa salarial real (-2,1%), por outro lado, foi o único indicador a mostrar queda, enquanto as horas trabalhadas na produção (+0,1%) ficaram estáveis. "Os resultados de março indicam que o processo de recuperação lenta e gradual, iniciada no final de 2016, começa a dar lugar para uma estagnação. A melhora do mercado interno é tímida e insuficiente para puxar o crescimento do setor, e a crise na Argentina afeta grande parte dos segmentos voltados para o mercado externo", afirma o presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry.

Na análise por setor dos três primeiros meses do ano, a indústria de Veículos automotores (16,8%) e Tabaco (24%) continuam sendo os destaques positivos, mas o modesto desempenho da atividade no primeiro trimestre reflete o comportamento setorial disperso: crescimento em oito dos 17 pesquisados. As principais pressões negativas vieram de Alimentos (-2,6%), Couros e calçados (-2,2%), Químicos e derivados de petróleo (-2%) e Produtos de metal (-1%).
Na comparação mensal, em março, o IDI-RS registrou queda de 3,1% comparativamente a fevereiro de 2019, já descontados os efeitos sazonais. Fora a contração provocada pela crise dos caminhoneiros em maio de 2018 (-8,8%), esse foi o pior resultado desde janeiro de 2017 (-3,2%) e fez o índice de atividade retroceder ao nível de janeiro de 2018. A distorção provocada pelo Carnaval, não totalmente eliminada pelos ajustes sazonais, provocou impacto negativo em março, que é normalmente alavancado pelo maior número de dias úteis, alerta o presidente da FIERGS.

Comunicação da FIERGS