Notícias
10-05-2019 - Para FIERGS, governo precisa avançar com maior rapidez na agenda de reformas
...

 O presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry, reforça o que vem indicando a posição do Banco Central, de que a aprovação da Reforma da Previdência é fundamental e contribuiria para o País poder reduzir ainda mais a taxa de juros. Por isso, entende a cautela do Copom, que quarta-feira (8) decidiu manter a Selic em 6,5% ao ano. Porém, afirma que a retomada lenta da economia no País e a acomodação em patamares mais baixos da confiança dos empresários, servem como alerta. "As projeções de crescimento para o ano têm sido rebaixadas, bem como as expectativas de inflação têm ficado permanentemente abaixo da meta. Isso denota que a recuperação da economia perde força", diz Petry, ao enfatizar que é fundamental e urgente que o governo avance com maior rapidez na agenda de reformas e se esforce na recuperação da atividade, dos investimentos e do emprego.

Comunicação da FIERGS