Notícias
03-06-2019 - Indústria só sairá da recessão com reformas estruturais, avalia CNI
...

 A queda de dois trimestres seguidos no PIB industrial coloca o setor em recessão técnica. No primeiro trimestre de 2019, a indústria recuou 0,7%. A queda é significativa. Nos três últimos meses de 2018, o PIB do setor já tinha caído 0,3%. O investimento, medido pela formação bruta de capital fixo, também sofreu pelo segundo trimestre consecutivo. Esses resultados sugerem que a esperada saída definitiva da crise está em risco. A avaliação faz parte do Fato Econômico 8, publicação da CNI a partir a pesquisa Contas Nacionais Trimestrais do IBGE.

 

"Esse resultado ruim do PIB demonstra de forma cabal que apenas com a realização de reformas estruturais, como a da Previdência e a Tributária, será possivel o país retomar um novo e sustentável ciclo de crescimento ", afirma o presidente da CNI, Robson Braga de Andrade.

O presidente da CNI avalia que o sistema previdenciário entrará em colapso e inviabilizará qualquer possibilidade de retomada do desenvolvimento econômico e social do País. "Outra urgente e essencial reforma é a tributária. A complexidade da legislação fiscal é um dos maiores obstáculos a que a atividade econômica brasileira se sujeita", diz ele.

A indústria encerrou 2018 com uma participação de 21,6% do PIB daquele ano ante 27,3% em 2008. Considerando o acumulado em quatro trimestres até o primeiro trimestre de 2019, o percentual recua novamente, para 21,5%.

Portal da Indústria