Notícias
03-07-2019 - Dongguan: pulso firme contra a poluição pode trazer problemas à região
...

É opinião comum afirmar que, no setor calçadista, para cada 10 pares de calçados vendidos no mundo, um par vem de Dongguan, uma metrópole chinesa (estabelecida em Guangdong) que enfrenta uma dura batalha contra a poluição implementando um programa de "tolerância zero".

 

Nos últimos dias, conforme informado por várias fontes da imprensa chinesa, o Escritório Municipal de Meio Ambiente e Ecologia compilou uma lista de empresas "sujas" que são obrigadas a "se recuperar" até 30 de setembro.

Os números referentes à produção de calçados são enormes. Algo em torno de 31.802 fábricas de calçados (incluindo terceirizadas) terão que entrar na linha, se juntando às 11.593 que colocaram em ordem nos primeiros cinco meses de 2019.

Chen Yaohui, vice-diretor do Escritório Municipal de Meio Ambiente e Ecologia, disse que essas empresas são caracterizadas "pela forte poluição e falta de licenças e medidas inadequadas para controlar a poluição atmosférica". O próprio Chen Yaohui, da Rede Dongguan, ressaltou que, a partir de julho, o pessoal de controle aumentará a intensidade e a frequência dos controles, aplicando rigorosamente a lei para decidir quais empresas devem ser fechadas (por um período de tempo limitado) e quais devem se adaptar.

Calçado no Mundo/Couromoda