Notícias
09-08-2019 - O mundo está se ajustando à nova demografia
Entre 1995 e 2017, pelo menos 55 países elevaram a idade mínima de aposentadoria, conforme estudo do Ipea.

 Entre 1995 e 2017, pelo menos 55 países elevaram a idade mínima de aposentadoria, conforme estudo do Ipea. O estudo mostra que, no mesmo período, 76 países aumentaram a taxa de contribuição previdenciária e 60 ajustaram a fórmula de cálculo das aposentadorias, com redução do valor do benefício.

"A idade mínima era, inicialmente, de 55 anos para mulheres e de 60 para homens, mas foi aumentada para 62 para ambos os sexos, a partir de 1994. Nesse caso, houve necessidade dos trabalhadores entenderem que a postergação da aposentadoria seria necessária para o aumento do valor do benefício e a diminuição da probabilidade de pobreza durante a velhice", argumentam os pesquisadores.

Na Europa e na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), conforme o estudo de Nagamine e Sidone, muitos países vêm reformando seus sistemas de seguridade desde meados da década de 1990. No caso dos países emergentes, a reforma no Chile, na década de 1980, acabou servindo de modelo para diversos países na América Latina e para países em desenvolvimento. Atualmente, o Chile discute mudanças no sistema de previdência para corrigir problemas com pensões baixas.

Portal da Indústria