Notícias
09-01-2020 - Qual é o panorama da robótica avançada no Brasil?
...

A disseminação da robótica avançada e da Indústria 4.0 no Brasil é essencial para que as empresas nacionais se modernizem e se tornem competitivas no cenário mundial. As expectativas, como aposta João Emílio, gerente-executivo de Política Industrial da CNI, é que o avanço dessas tecnologias promova melhorias em produtos e serviços brasileiros. Com isso, espera-se soluções, inclusive, para as necessidades essenciais do Brasil, como a mobilidade urbana, o fornecimento energético e o próprio sistema de saúde.

Segundo a Federação Internacional de Robótica, estima-se que, ao longo de 2019, o Brasil adquira em média 3.500 novos robôs. O número mostra um crescimento no setor, uma vez que, em 2015, foi registrada a aquisição de 1.407 robôs no país. Mesmo com esse crescimento, o país ainda está bem atrás no ranking de países que mais investem nesse tipo de tecnologia. Entre os principais da lista estão o Japão, a Coréia do Sul e a Alemanha.

Uma das formas de impulsionar iniciativas de inovação e robótica no Brasil é por meio de um modelo de incentivo fiscal em que empresas fabricantes de eletrônicos tenham descontos em impostos, caso apliquem verba em ciência e tecnologia. Ainda assim, os resultados caminham devagar.

Em pesquisa de 2016, da CNI, apenas 1,6% da indústria do país contava com soluções de manufatura avançada. Esses dados mostram a importância de continuar investindo nessas soluções e a urgência do empresariado brasileiro modernizar a indústria, a fim de deixá-la produtiva e eficiente como os empreendimentos externos.

As soluções de robótica avançada já estão disponíveis no mercado e evoluem a passos largos. É necessário, portanto, que uma cultura da inovação e de modernização se consolide no país e no interior das indústrias para que as implementações ocorram com sucesso.

 

Sesi/RS