Notícias
22-03-2020 - Abiquim defende ação coordenada com governo para evitar desabastecimento
...

Em carta aberta divulgada sábado, a Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim) defende a necessidade e urgência do diálogo "coordenado e aberto" entre autoridades de todas as esferas e entidades que representam a cadeia produtiva de bens essenciais para assegurar o abastecimento desses itens ao mesmo tempo em que se age para conter o avanço da covid-19.


"Medidas que garantam o deslocamento dos trabalhadores essenciais para o funcionamento das plantas industriais; o trânsito de cargas em rodovias, portos e aeroportos; bem como a flexibilização das legislações trabalhistas para acomodar o ritmo de produção são imprescindíveis na solução da crise", diz o documento, assinado pelo presidente-executivo da entidade, Ciro Marino.


Na carta, a Abiquim aponta que a indústria química está coordenando ações com entidades parceiras em diferentes segmentos para encontrar soluções efetivas, uma vez que o setor é fornecedor "estratégico e essencial de boa parte dos produtores de itens absolutamente essenciais para os serviços de saúde, combate à proliferação de doenças e garantia do bem-estar da população".


Valor Econômico