Notícias
23-06-2020 - Em nova medida para incentivar crédito a empresas, BC prevê liberar mais R$ 55,8 bi a bancos
...

Em mais uma medida para tentar fazer com que empresas de menor porte tenham acesso a crédito durante a pandemia, o Banco Central autorizou nesta terça-feira (23) que os bancos descontem do chamado compulsório os valores que forem emprestados para empresas com faturamento anual de até R$ 50 milhões.

 


Compulsório é o nome que se dá à parte do dinheiro depositada nas contas dos clientes e que os bancos são obrigados a manter no Banco Central, sem uso.


No início da pandemia, o Banco Central já havia adotado medidas para liberar recursos do compulsório para os bancos. O objetivo era permitir que essas instituições financeiras pudessem contar com mais recursos para fazer frente à demanda das empresas por crédito durante a crise provocada pela pandemia.


Apesar das medidas, porém, o governo e o Banco Central têm admitido que empresas vêm enfrentando dificuldade para ter acesso a crédito, especialmente as de menor porte.


Essa nova medida prevê que os valores de empréstimos para capital de giro concedidos a empresas com faturamento anual de até R$ 50 milhões sejam deduzidos do recolhimento compulsório que os bancos precisam fazer especificamente sobre recursos de depositados em poupanças.


G1