Notícias
01-07-2020 - Pequenas empresas do RS seguem com dificuldade para conseguir crédito
...

No momento em que muitas empresas do Rio Grande do Sul voltaram a ter de restringir suas atividades, por conta do avanço da pandemia de coronavírus e a atualização das regras de funcionamento nas cidades e no Estado, persiste a dificuldade dos micro e pequenos negócios para conseguir crédito. Sondagem divulgada pelo Sebrae-RS nesta terça-feira (30) estima que, desde o início da pandemia, 39% das empresas gaúchas solicitaram financiamento. Dessas, apenas 33% conseguiram os recursos. Outros 67% - ou dois terços do total -não conseguiram ou ainda estão com o pedido em análise nos bancos. 

 

A falta de garantias reais, as elevadas taxas de juros e as pendências cadastrais da empresa ou dos sócios são apontados pelos empreendedores como os principais motivos que emperram a liberação dos recursos. Feito entre os dias 17 e 25 de junho, o levantamento do Sebrae-RS entrevistou 578 empresas, que vêm sendo monitoradas desde o início da crise. Na rodada da pesquisa finalizada em 20 de maio, 63% das companhias que tinham buscado empréstimos estavam com o pedido negado ou em análise.

 

Embora o mercado financeiro tenha recursos abundantes, os empreendedores continuam tendo dificuldade para acessar as linhas de crédito e elas acabam se tornando inócuas. A consequência é que a situação dos pequenos negócios tende a se agravar mais — avalia o superintendente do Sebrae-RS, André Godoy, lembrando que a principal necessidade apontada pelas empresas neste momento é capital de giro.  

 

Zero Hora