Notícias
06-08-2020 - Negócios iniciados na Fimec começaram a ser concretizados
...

A maioria das empresas da cadeia produtiva paralisaram suas atividades logo após a edição deste ano da Fimec, o que para o setor de máquinas e equipamentos fez com que muitas negociações não andassem na sequência da feira. Contexto que foi sentido na Master (Novo Hamburgo/RS). O diretor da empresa, André da Rocha, pontua que há uma melhora no cenário nos últimos 70 dias. "Surgiram consultas e negociações. Não houve aumento no volume, mas uma constância", fala, ao dizer que a empresa já fechou pedidos para o mercado interno e externo. "Alguns dos projetos da Fimec começaram a ser retomados de maneira consistente. Acho que não vamos retroceder."

 
Dentro da cadeia, o único segmento que não paralisou as atividades foi o coureiro. Mesmo sendo consideradas essenciais, os efeitos da pandemia chegaram às empresas, que continuaram curtindo couro, mas sentiram a diminuição nos pedidos.
 
"Para nós o ponto crítico foi abril, tanto que o faturamento foi zero. Reduzimos o horário e seguimos fazendo estoque. O cenário foi melhorando e tivemos meses de razoáveis para bons, considerando a conjuntura atual", frisa o diretor comercial do Cortume Krumenauer (Portão/RS), Joel Krumenauer. O executivo comenta que uma parte do estoque produzido neste período já foi vendido. "Esperamos que o cenário melhore regularmente."
 
Jornal Exclusivo