Notícias
22-10-2020 - Privatizações e reforma tributária são essenciais para o Brasil voltar a crescer, diz presidente da CNI
...

O presidente da CNI, Robson Braga de Andrade, avalia que o momento atual exige ações para recuperação mais rápida e sustentada da economia, que criem um ambiente de crescimento que permita dar competitividade para as empresas. "Nós precisamos fundamentalmente da reforma tributária, por que é preciso que as empresas saibam de que maneira vão pagar e quanto vão pagar de impostos. O nosso sistema tributário atual não dá essa segurança. Ao contrário, ele cria um receio no investidor. A nossa posição é essa, queremos uma reforma tributária para o Brasil, não é para a indústria", afirmou o Andrade. 

 
Andrade afirma que é preciso ter em mente que, a principal forma de se criar empregos, é por meio de investimentos novos. "Quando se privatiza rodovias, portos e aeroportos, podemos atrair empresários com apetite para investir, isso, sim, pode gerar emprego", acrescenta.
 
O presidente da CNI afirmou que considera a reforma administrativa importante e que ela deve aumentar a eficiência do setor público. "Quando a gente fala em reforma administrativa, logo se pensa no funcionário público. O funcionário público não é a grande questão. No Brasil, o funcionário público representa 13% do PIB, enquanto nas nações da OCDE representa 9%. Mas nós temos que considerar o sistema de previdência e o número de aposentados. O Estado tem que ter condições de responder pelo funcionalismo público, mas também responder pelos anseios da sociedade na prestação de serviços essenciais, como saúde educação e transporte" diz.
 
Portal da Indústria