Notícias
25-10-2020 - Retirada de quórum transfere votação do piso regional
...

Com previsão de votação na última quarta-feira, dia 21, o Projeto de Lei 35/2020, que reajusta as cinco faixas do piso salarial regional em 4,5%, só deve ser votado provavelmente após o primeiro turno das eleições. Esta é a expectativa que circula informalmente na Assembleia Legislativa, que pode explicar a retirada do quórum na sessão, logo após a votação do PL 37/2019. Ainda que haja acordo – também informalmente - entre as bancadas da base do governo para apoiarem emenda congelando os valores do piso, o temor de que este posicionamento repercuta negativamente nos pleitos municipais prevaleceu sobre a necessidade de votar a proposição neste momento.

 
A FIERGS, aliada às demais Federações Empresariais, bem como o SinmaqSinos, vem alertando os deputados e o governo do Estado sobre o potencial prejuízo à economia gaúcha decorrente do aumento no mínimo regional. Mesmo com a convicção da necessidade de extinção do piso, o caráter de exceção do ano de 2020 levou as federações a proporem a manutenção de seus valores vigentes. Mesmo sem o aumento, o piso aplicado no Rio Grande do Sul está 18,4% superior ao salário mínimo nacional. As entidades sindicais do setor empresarial permanecem em alerta, com relação à tramitação desta matéria, pois permanece na Ordem do Dia, podendo ser apreciada a qualquer momento, caso as especulações sobre a influência das eleições municipais no tema não se confirmem.