Notícias
08-03-2021 - Entidades empresariais do RS veem avanço em mudança no ICMS, mas reclamam de prazo
...

A mudança no prazo de pagamento do ICMS de empresas de setores considerados não essenciais, divulgada nesta segunda-feira (8) pelo governo do Estado, responde a um dos itens da pauta de reivindicações encaminhada por entidades empresariais gaúchas na semana passada. Ainda assim, o anúncio foi recebido com ressalvas por lideranças do comércio, dos serviços e da indústria.  

 

 

Por um lado, dirigentes elogiam a intenção do Palácio Piratini em tentar atenuar os impactos gerados nos negócios pelo agravamento da pandemia de coronavírus e pelas restrições às atividades. Por outro lado, há dúvidas se a prorrogação será suficiente para garantir fôlego às empresas que permanecerão fechadas, pelo menos, até 21 de março, enquanto perdurar a bandeira preta.  

Também foram alterados os vencimentos do Diferencial de Alíquota (Difal) do ICMS, o chamado imposto de fronteira, e da substituição tributária para empresas do Simples. A de janeiro passa de 23 de março para 23 de abril, a de fevereiro de 23 de abril para 23 de maio e a de março de 23 de maio para 23 de junho.  

 

Para o presidente da Federação de Entidades Empresariais do Rio Grande do Sul (Federasul), Anderson Cardoso, a alteração nos prazos do ICMS é um "avanço no apoio aos empreendedores", mas também considera apertadas as novas datas estabelecidas.  

 

Zero Hora